sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Vinhos Destaques do Mês de Setembro

Pessoal!!!
Estou lançando a coluna vinhos do mês!
Todo início de mês, irei divulgar alguns vinhos que provei no mês anterior.
Fica a dica: acompanhe cada postagem no nosso instagram @enofiliablog.

Vinhos Destaques do Mês de Setembro


Cava Freixenet Cordon Brut Rosé: Uma tradição na produção de espumantes através do método tradicional a Freixenet é a empresa mais conhecida na Espanha e referência no mercado internacional. Uvas: Trepat, Garnacha. A primeira fermentação é realizada em cubas de inox com temperatura controlada entre 15 e 17°C. Entre 10 e 12 dias após a primeira fermentação, o vinho base está pronto para o corte e engarrafamento onde acontecerá a segunda fermentação (envelhecimento de 12 a 18 meses);


OPINIÃO DO BLOG: cor rosada. Aromas de frutas negras e vermelhas, florais e de brioche. Em boca, possui boa acidez (é bem refrescante), perlagem e fruta. Gosto muito das cavas Freixenet. Nota: espumante muito bom. 


Angelica Zapata Cabernet Sauvignon 2011: O famoso cabernet sauvignon de uma das mais prestigiadas vinícola da Argentina.
País: Argentina;
Região: Mendoza;
Produtor: Catena Zapata;
Uva: Cabernet Sauvignon;
Maturação:Segue-se uma maturação por 18 meses em 85% de barricas francesas, sendo 30% novas, e 15% em carvalho americano novo;
Onde comprar: Mistral;
Harmonização: Carnes elaboradas e cordeiro;
Valor: 162 reais. 


OPINIÃO DO BLOG: Cor rubi escuro. Aromas de frutas negras maduras, notas tostadas com aportes de madeira e especiarias. Apresentou um leve toque herbáceo. Em boca é potente, possui muita estrutura, muita fruta madura bem integrada com a madeira. Seus taninos são macios e sedosos. A única coisa que não gostei foi que ele é desequilibrado no álcool. Minha expectativa: Esperava mais notas terciárias (de maturação). Nota: ótimo vinho.


Cartuxa Évora Branco: Um vinho de Portugal da Região do Alentejo. Produtor: Fundação EA - Vinícola Cartuxa.


OPINIÃO DO BLOG: Cor amarelo com tons esverdeados. Aromas cítricos e minerais. Em boca é encorpado, untuoso, cítrico e com notas de abacaxi verde e minerais. Gostei muito. Acompanhou bem um bacalhau às natas. Nota: ótimo vinho.


Clarendelle Rouge 2011: Produtor: DOMAINE CLARENCE DILLON. Clarence Dillon (americano de descendência francesa e apaixonado pela França) adquiriu o Château Haut-Brion em 1935 ; atualmente o herdeiro responsável pelo Domaine Clarence Dillon é o seu bisneto, o Príncipe Robert de Luxemburgo, que além do Premier Grand Cru Classé de 1855 – Château Haut-Brion, também elabora os vinhos La Mission Haut-Brion e Clarendelle.
País: França
Região: Bordeaux
Tipo: Tinto
Uva: Merlot 78 % | Cabernet Sauvignon 17 % | Cabernet Franc 5 %
Amadurecimento: Projeto premium da Clarence Dillon, este tinto elaborado pela equipe enológica do lendário Château Haut-Brion, revela-se uma excelente opção para quem busca um Bordeaux autêntico e agradável. Sem estágio em carvalho.


OPINIÃO DO BLOG: Possui cor rubi escura. Aromas de frutas negras e notas terrosas. Apresenta um toque defumado. Em boca é elegante, corpo médio para alto, taninos marcantes e boa complexidade. Nota: ótimo vinho.


Espumante Nero Celebration: 🍾Feito das uvas (ficha técnica do site oficial): 30% Chardonnay, 20% Pinot Noir, 30% Riesling, 20% Prosecco. Método charmat com fermentação em tanque por 2 meses.


OPINIÃO DO BLOG: cor amarelo palha. Aromas de maçã, frutas brancas de caroço e notas cítricas. Em boca é leve, acidez média. Já bebi várias vezes e indico muito para aqueles que estão iniciando. Um espumante simples e agradável para o dia a dia. Nota: médio espumante. Valor: na faixa de 30reais na Super Adega. 


Champagne Barnaut Grand Cru Brut Rosé: Região de Champagne em Montagne de Reims. Um excelente produtor que está classificado como Grand Cru (apenas 17 de 319 villages possuem essa classificação e esse Barnaut é um deles).
🥂
Feito de 100% Pinot Noir; Amadurecimento: 2 anos sobre as lias. Premiações mais Relevantes: LA REVUE DU VIN DE FRANCE: nota máxima de 5 estrelas. BETTANE & DESSEAUVE 2011: 16 em 20


OPINIÃO DO BLOG: Possui cor rosada. Aromas de frutas vermelhas, como groselhas e framboesas, flor de laranjeira e notas de pão e brioche. Possui a perlagem fina, consistente, duradoura e que preenche bem a boca. Um champagne de muita estrutura e complexidade. Gostei muito! Super indico! Valor 368,30 na Decanter. Nota: ótimo.  


Battistello Tannat 2012: Um vinho brasileiro do Rio Grande do Sul, do Vale dos Vinhedos. 


OPINIÃO DO BLOG: Cor rubi escuro intenso. Aromas de frutas negras maduras. Em boca é encorpado, com muito tanino e fruta. Gostei do vinho. Uma versão simples e nem típica da uva. Nota: muito bom.


Domaine Perdrix Nuits-Saint-Georges 2010: A família Devillard é proprietária de diversas vinícolas em Bourgogne. Esse vinho amadurece 18 meses em barricas de carvalho francês.


OPINIÃO DO BLOG: cor rubi claro com nuace atijolada. Aromas terrosos, folhas secas, frutas silvestres e tabaco. Em boca, seus taninos são sedosos e elegantes, acidez média alta. É muito equilibrado, sutil e suas notas vão aparecendo pouco a pouco enquanto o vinho evolui na taça (mesmo decantando pouco mais de 1hora). Foi um dos melhores Pinot Noir que já bebei. Nota: Excelente vinho. Valor: 482,00 na World Wine.


Que ai gosta de vinhos brancos?
Já pararam para provar os rieslings da Alsácia (França)? O Riesling é uma uva extremamente aromática e possui uma acidez bem marcante. Indico o Alsace Grand Cru Frankstein do produtor Wolfberger (desde 1902). Lembrando que a região possui ao todo 51 terroirs de altíssima qualidade rotulados como Grand Cru. 


OPINIÃO DO BLOG: Cor amarelo com reflexos dourados. Olfato intenso. Aromas de frutas verdes, frutas cítricas e muitas notas minerais. Em boca apresenta frutas verdes e mineralidade. Possui uma acidez bem marcante. Adorei! O melhor riesling que provei. Harmonizou muito bem com joelho de porco praparado pelo grande amigo @eliassmaia. Nota: excelente vinho.


Giulio Ferrari Riserva del Fondatore 2002, elaborado de 100% Chardonnay e ficou mais de 9 anos ''sobre as leveduras'' na garrafa. Um Italiano da Região de Trentino.

Premiações mais Relevantes: O melhor produtor de espumantes de 2015 no mais importante concurso de espumantes do mundo: The Champagne and Sparkling Wine World Championships; JANCIS ROBINSON: 17,5 pontos; WINE ENTHUSIAST: 94 pontos; I Vini di Veronelli: Super 3 stelle; Gambero Rosso: 3 bicchieri; Robert Parker: 96 pontos.


OPINIÃO DO BLOG: Provando 1 ano depois, dessa vez a garrafa toda, pude avaliar melhor o espumante. Apresenta cor palha intenso com reflexos dourados, perlagem fina e duradoura. Aromas cítricos e complexos, croissant, pão, levedura, avelã e no final mel (quando já está um tempo na taça). Em boca é muito cremoso, sua perlagem preenche a boca. Apresenta notas de manteiga e muita complexidade. Em boa é extremamente persistente (seu sabor permanece por muito tempo). Avaliação: Exemplar perfeito!


Vai a dica para quem é apaixonado por vinhos brancos, em especial pelos típicos chardonnays de Chablis. Confira o vinho Domaine Laroche Chablis 2015.
País: França
Região: Bourgogne
Sub-Região: Chablis.

Lembrando que a região de Chablis produz um estilo de vinho 100% chardonnay de clima frio.


OPINIÃO DO BLOG: cor amarelo palha claro. Aromas de frutas verdes (maça e pera), frutas cítricas e notas minerais. Em boca, apresenta frutas cítricas, mineralidade, médio corpo, bom frescor (marcado na acidez) e elegância, seu final de boca é equilibrado e persistente. Nota: ótimo vinho. Valor: 221reais na Wold Wine.